Blog e eBooks Gratuitos

Dicas e técnicas de marketing digital para seu restaurante vender mais

Go Delivery ou iFood?

Qual a melhor opção para o delivery on-line do seu restaurante?

São 12h27. Márcio saiu de casa atrasado para o trabalho e não deu tempo de tomar o café da manhã. Agora, bateu aquela fome e ainda tem muito serviço para entregar. A melhor saída é pedir uma refeição.

É domingo e o casal Pedro e Marisa está viajando com a família. Nada de especial, nenhum aniversário, nenhuma data comemorativa, mas fazia tempo que todo mundo não se reunia. Depois de tantos passeios, chegou a hora do jantar. Nem precisa perguntar o que todos querem comer: pizza! Só falta decidir onde pedir e os sabores.

Essas duas situações têm algumas coisas em comum, dentre elas, o fato de que esses são momentos de decisão de compra de comida. Entretanto, se você refletir um pouco, perceberá que as escolhas do que comer e onde, provavelmente, serão tomadas de maneiras completamente diferentes.

No caso do Márcio, provavelmente ele escolheria pedir comida num restaurante que ele já conhece o cardápio, o tempo de entrega e a qualidade dos pratos. Ele não tem tempo para correr riscos. Já para a família do Pedro e da Marisa, apesar de já terem escolhido o que comer, eles estão viajando e não conhecem bem os restaurantes da região. Em geral, a saída é recorrer a alguma rede famosa de comida ou procurar alguma praça de alimentação virtual como o iFood, por exemplo. Eles avaliam os comentários, promoções, preços e depois tomam sua decisão de compra.

Contamos essas estorinhas para te fazer refletir que as pessoas decidem onde e como comprar comida de maneiras diferentes. Até pode ser o mesmo prato, mas ainda assim, cada compra é influenciada por um motivo distinto.

Então, tratando-se de delivery, a melhor opção é ter uma loja própria ou é melhor utilizar os serviços de uma praça de alimentação virtual? A resposta é: melhor ter os dois. Um não anula a necessidade e vantagem do outro. Cada um resolverá a necessidade de compra em momentos diferentes.

Para te ajudar a chegar a esse raciocínio, criamos uma tabela comparativa entre esses dois pontos de vendas do seu restaurante:

Go Delivery Praças de Alimentação Virtual
Livre de altas comissões. Para que pagar comissão por uma venda que já seria sua? Se o Márcio já fosse um cliente de seu restaurante e escolhesse a comodidade de pedir on-line, é justo você pagar comissão por essa venda ao iFood (ou qualquer outra praça de alimentação)? Vive da comissão sobre as vendas de vários restaurantes. Para eles não importa quem está vendendo, desde que vendam mais. Você já parou para fazer os cálculos? Se fizer perceberá que eles ficam com a maior parte do seu lucro.
Com o Go Delivery o cliente é seu. Ele está entrando em contato com a sua marca, a sua loja e seu jeito de comunicar. No iFood o cliente é do iFood e eles deixam isso bem claro. Com essa visão, se justifica uma taxa tão alta. E depois que o cliente tem uma experiência satisfatória com seu restaurante, de quem é o cliente? É seu!
Tem custo fixo e não é um sócio do seu negócio. Afinal, quem tem participação nas suas vendas é um sócio, não? Fica com a maior parte do seu lucro e você com a maior parte do trabalho. Um sócio indesejado, certo?
Livre de concorrência. Se o cliente já chegou até a sua loja ele provavelmente irá realizar o pedido. Alta concorrência. Digamos que o Márcio entrou no iFood para pedir no seu restaurante. Porém, ao acessar o aplicativo ele viu um de um restaurante concorrente. Dessa vez ele resolveu provar uma outra opção e você perdeu a venda.
Pensa primeiramente no seu negócio. Possui funcionalidades que irão te ajudar na gestão de seus pedidos e fidelização do cliente com o seu restaurante. Tem a única preocupação de trazer mais clientes e restaurantes para usar a plataforma. O objetivo é fazer mais vendas e não importa para quem.
É um investimento em sua própria estrutura. Você terá um site próprio e um sistema gestor de pedidos. É um investimento em marketing. Divulga seu restaurante mas tem um custo muito alto. Para conquistar novos clientes, faz muito sentido, mas para vender para seus próprios clientes, não. Certamente para a família de Pedro e Marisa seria uma ótima opção pedir pelo iFood já que eles desconhecem a região. Se você estiver bem avaliado por lá, terá uma boa exposição. Ponto pro iFood.
É o melhor destino para seus anúncios no Google e nas redes sociais. Uma ótima estratégia para potencializar as vendas online é através de anúncios e postagens patrocinadas e para onde é melhor levar o cliente que você conquistou? Para o seu site próprio ou para o iFood? Anunciar nas mídias digitais e direcionar os clientes para o iFood é pagar duas vezes pela aquisição do cliente. Você criou os anúncios, pagou pela mídia e vai pagar mais uma comissão ao iFood? Por que mesmo?
O Go Delivery funciona como uma filial do seu restaurante. A diferença é que você tem custos muito baixos para manter essa loja. Não tem energia, garçom e o aluguel custa o equivalente a aproximadamente 2 a 4 pedidos. Ele se paga muito facilmente. O iFood é uma praça de alimentação, certo? Agora imagine se você puder ter uma loja em todos os shoppings da sua cidade, isso seria bom um ruim? Seria ótimo! Assim funciona com o iFood, Pedidos Já, AbraFood, Delivery Much… Quanto mais praças de alimentação virtual você estiver, para mais clientes você poderá aparecer e só vai pagar pelas vendas que efetuar.

Enfim, essa é nossa sugestão. Primeiro, crie sua loja própria para receber os pedidos de seus clientes. Em seguida, crie parcerias com todas as praças de alimentação virtuais que atendam sua região. Finalmente, desenvolva uma estratégia para fidelizar e redirecionar para sua loja própria esses novos clientes que surgirem a partir do iFood, Pedidos Já, Delivery Much, entre outros, deixando de entregar seu lucro desnecessariamente. Clique aqui e crie agora seu site de vendas personalizado e livre-se de comissões com o Go Delivery.

Como melhorar a apresentação do seu cardápio

Retenha mais clientes com um cardápio atrativo!

Diferente do que muita gente pensa, o cardápio é um elemento de extrema importância em um restaurante. Ele é o primeiro contato do cliente com os produtos e pode contar bastante na hora da realização do pedido. Confira algumas dicas de como deixar seu cardápio mais funcional e organizado!

Não faça do cardápio uma tabela de preços

O cardápio vai além de informar os valores dos produtos; ele tem o poder de atrair o consumidor e convencê-lo. Evite colocar os preços em uma tabela à direita da página e também não insira cifrões, isso acaba por chamar mais atenção para os valores.

Atente para a disposição dos pratos no cardápio

Para realizar uma boa disposição dos pratos no cardápio, você precisa entender como o público lida com ele, quais os favoritos e os pratos que menos saem. Uma possibilidade de posicionamento é destacar aqueles pratos mais populares e que, ao mesmo tempo, são rentáveis; retirar de circulação aqueles que tem pouca saída e pouco retorno financeiro; além disso, mantenha os pratos com boa saída e baixa lucratividade em segundo plano.

Utilize fotos de boa qualidade

Imagens ilustrativas com pratos apetitosos costumam impulsionar o cliente a consumir mais em seu restaurante. Mostre a boa apresentação dos seus pratos a partir das imagens inseridas no cardápio, com cores realistas e ótima iluminação.

Descreva os pratos de forma clara

Antes de mais nada, erros ortográficos não podem ser admitidos. Leia, releia e envie para o máximo de conhecidos revisarem antes da impressão dos cardápios. Tenha certeza que não há erros, pois esses detalhes têm o poder de mudar a visão do cliente sobre o seu estabelecimento.

Quer mais dicas? Acompanhe também as nossas redes sociais!
Facebook | Instagram

Como aumentar a produtividade do seu time?

Não se trata de apenas exigir, mas de como fazê-los atuar com boa produtividade, dando o melhor de si para a empresa.

Para alcançar os objetivos do seu negócio é preciso que os colaboradores entreguem um trabalho de qualidade no menor prazo possível. Otimize o tempo dos funcionários e ajude-os a produzir mais e melhor com estas dicas!

Identifique os problemas

Antes de mais nada é preciso entender a equipe e descobrir quais falhas estão atrapalhando a produtividade. Tente sondar ao máximo como é o dia a dia de cada funcionário e compreender os problemas individualmente. Com esta aproximação você vai descobrir mais do que imagina!

Planeje

Um passo importante e indispensável para que as atividades fluam é definir objetivos e estar preparado para infortúnios que possam surgir. Isso é possível através de um planejamento claro e possível. Não adianta colocar metas inatingíveis ou com prazos longos demais, pois além de não incentivar os funcionários, você corre o risco de ter que mudá-las várias vezes durante o percurso. Inclua seu time na criação das metas, pois ele se sente mais responsável na hora de cumpri-las.

Dê feedback

É necessário criticar, corrigir e chamar atenção quando alguém toma atitudes equivocadas ou comete erros, mas não esqueça de elogiar e demonstrar satisfação quando for merecido. Ao entender como anda suas atividades, os funcionários têm mais facilidade de melhorar e fazer mudanças. Além disso, respeite o trabalho de cada um para que a equipe perceba que o seu trabalho é reconhecido.

Faça treinamentos

Manter a equipe atualizada é uma solução prática para otimizar o tempo de trabalho. Seja para passar informações sobre novos softwares, seja para ensinar dicas de como aumentar a produtividade. Defina bem qual é o público que irá participar do treinamento e tente limitar o tempo de apresentação para que não se torne cansativo.

Gostou das nossas dicas? Não deixe de assinar nossa newsletter para conferir sempre mais!

5 dicas essenciais de marketing digital para o seu estabelecimento

Saiba como o marketing digital poderá te ajudar!

1. Tenha um site de qualidade

Ter um site eficiente facilita o acesso do seu público a informações importantes 24h por dia. Ou seja, ainda que seu estabelecimento esteja fechado, os clientes poderão tirar dúvidas. Além disso, entra a questão da praticidade e comodismo destes clientes. Um site atrativo e bem estruturado ajuda também a consolidar a sua marca no mercado. É interessante também levar em consideração que um site bem montado permite que o público encontre o seu estabelecimento com mais facilidade ao fazer buscas no Google, deixando-o melhor ranqueado.

2. Gere conteúdo relevante

Alimente o site com conteúdos que sejam relevantes e interessantes para o consumidor. Dessa forma, você poderá estreitar laços com o público, trazê-los sempre de volta ao seu site e consequentemente, criar interesse para que conheçam seu estabelecimento.

3. Conheça o seu público

Essa é uma dica chave para que o seu negócio evolua. É necessário manter os olhos abertos para o comportamento e perfil do público. Já que os clientes são o ponto de interesse principal da empresa, nada mais justo do que gerar conteúdo, adequar produtos e fazer publicidade cuidadosamente direcionada para eles. Mas não se esqueça: o público pode mudar. É por isso que há necessidade de sempre se manter atualizado e por dentro de qualquer variação. Entenda melhor porque é tão importante conhecer o seu cliente!

4. Crie um canal de comunicação eficiente

Conseguir dar respostas razoavelmente rápidas, manter os ouvidos atentos para sugestões e demonstrar a capacidade de resolver problemas da forma mais simplificada possível é o que o seu público espera de uma comunicação eficiente, seja através de redes sociais, telefone, e-mail ou outros canais. É importante lembrar que cada cliente tem características únicas e deve ser tratado de forma personalizada, para que se sinta mais próximos da sua empresa.
Uma boa comunicação tem o poder de consolidar a boa imagem do seu negócio, conquistar novos clientes e manter os antigos satisfeitos.

5. Planeje

Um planejamento cuidadoso e, principalmente, possível de ser cumprido permite o acompanhamento e mensuração de resultados, oferece material para sugerir melhorias e te auxilia a alcançar metas. No momento em que for planejar o marketing digital da sua empresa, não deixe de traçar objetivos transparentes e colocar prazos realistas. Temos certeza que assim será muito mais simples de descobrir o que realmente funciona para o seu negócio.

Gostou das dicas? Confira mais postagens do blog e descubra como melhorar o seu negócio!

Dicas de cursos de gestão gratuitos online

Um bom empreendedor não pode deixar de adquirir conhecimento!

Um bom empreendedor deve saber aprender com as experiências do dia a dia e confiar em seus instintos, mas não pode deixar de lado o aprofundamento técnico e a chance de receber conhecimentos de quem tem experiência na área.

E, se a grana já é curta para arcar com as despesas do dia a dia, como investir em nosso crescimento? Por sorte, podemos achar bons cursos de gestão gratuitamente na internet, oferecidos por excelentes e reconhecidas instituições. Confira nossa lista com ótimas dicas!

Cursos da FGV

Excelentes opções são os cursos nas áreas de finanças pessoais, sustentabilidade e empreendedorismo da Fundação Getúlio Vargas. O FGV Online venceu, em 2011, a primeira edição do OCW People’s Choice Awards – premiação para as melhores iniciativas dentro do consórcio –, na categoria de programas mais inovadores e de vanguarda.

Cursos para microempresários do SEBRAE

Na Educação à Distância do Sebrae, são oferecidos 29 opções de cursos gratuitos e divididos por perfis. Você poderá escolher entre “Quero empreender”; “Sou um Microempreendedor Individual”; “Tenho uma Microempresa” e “Tenho uma Empresa de Pequeno Porte”. Entre os temas, estão Compras Governamentais Responsabilidade Social, Gestão de Qualidade: Visão Estratégica, entre outros.

Aulas Escola Politécnica da USP

Uma das novidades na Politécnica da USP é o videocurso online gratuito em Gestão da Inovação, uma oportunidade para aprender alguns dos principais métodos, ferramentas e os modelos para o processo de Gestão de Inovação nas empresas. Nos capítulos, você verá temas como Introdução à Gestão da Inovação, Estratégia e Tecnologia, Ecossistema de Inovação, Cadeia de valor da inovação – geração de ideias, Cadeia de valor da inovação – conversão I: valoração, seleção e Gestão de Portfólio, entre outros. Vale a pena conferir!

Cursos da Academia Eminus

Para aqueles que dominam o inglês, uma ótima sugestão são os cursos oferecidos pela Academia Eminus, com o apoio do Programa da ONU para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) em colaboração com a Universidade do Vale do Fraser. Marketing, Comportamento do Consumidor e Gestão de Pequenos Negócios são alguns dos temas presentes.

Lembrem-se: por mais que acreditemos que estejamos preparados, não devemos nunca parar de querer aprender. O verdadeiro mestre é, antes de tudo, um bom aluno!

5 dicas de filmes para empreendedores

Preparamos uma seleção de filmes, novos e clássicos, para quem tem seu próprio negócio

Ser empreendedor não é fácil, especialmente em um cenário turbulento como o que o país está passando. É uma atividade de corajosos, que precisam de inspiração para poder enfrentar as incertezas do mercado de trabalho, mas sem perder a ética e o bom relacionamento com competidores, empregados e familiares. Nada melhor que um bom filme, que possa nos dar boas e inovadoras ideias ou contar a história de algum grande empreendedor, para que possamos aprender com seus erros e acertos. Confiram as dicas do GO Delivery!

Steve Jobs (2015)

Estrelado por Michael Fassbender e dirigido pelo oscarizado Danny Boyle, o filme aborda a evolução profissional do inovador e polêmico Steve Jobs. Um filme para que possamos entender que um gênio pode se apresentar em diversas formas, inclusive sendo inteligente em se cercar de pessoas ainda melhores.

Chef (2014)

Nesta leve comédia com Jon Favreau e John Leguizamo, acompanhamos o chef Carl Casper, que supera a perda do emprego com a criação de um foodtruck. Um longa metragem apaixonante que ensina como superar um mau momento com criatividade e leveza e que uma carreira inesperada e apaixonante pode nos encontrar quando menos esperamos.

Amor sem Escalas (Up in the air – 2009)

George Clooney é um homem que viaja o país para demitir pessoas, um trabalho que o torna frio e robótico, distanciando-o de sua família e impossibilitando que consiga criar laços com um lar ou com colegas. Essencial para aprendermos que, por mais que tenhamos que nos dedicar a nosso ofício, não podemos perder nossa humanidade.

À Procura da Felicidade (In The Pursuit of Happiness – 2007)

No mais tocante filme de Will Smith, o ator traz às telas a história real de Chris Gardner, que enfrentou enormes problemas financeiros e familiares, sendo deixado por sua esposa e despejado de seu apartamento. Ele criou seu filho entre abrigos e banheiros públicos, enquanto buscava uma carreira melhor. Uma história de trabalho árduo e foco no futuro.

A Grande Virada (Jerry Maguire – 1996)

E se você tiver que escolher entre estabilidade em seu emprego e seus valores éticos? Jerry Maguire (Tom Cruise) é um agente esportivo que joga uma estrelada carreira para os ares por propor que seu ambiente de trabalho se foque menos em números e mais em qualidade, conferindo um tratamento mais humano aos atletas.

Boa sessão pipoca!

Benefícios de vender online em tempos de crise

Ou como o delivery pode ajudar a driblar a crise!

Em tempos de crise, o empreendedor acaba tendo que escolher entre reduzir custos ou aumentar preço. Se aumentar o preço, há o risco de afastar clientes (que, claro, também estão sujeitos à crise). Resta diminuir custos, mas há uma máxima que se deve ter em mente: não diminua sua qualidade. Então, onde buscar economia?

O comércio virtual pode ser uma saída, já que possui custos bem mais baixos que os do comércio tradicional: é necessário um investimento inicial menor e poucos gastos com manutenção de espaço, podendo a empresa se localizar em áreas menos concorridas da cidade, já que ela vai ao cliente, e não o contrário.

Há também um grande alcance geográfico, podendo uma pequena empresa ganhar facilmente o país com relativo investimento em publicidade, que pode ser eficiente e focada em seu público alvo, conseguindo até mesmo um engajamento e fidelidade digno de marcas tradicionais, a depender da qualidade de seu produto e de sua proposta.

Além do mais, apostar na venda online vai fazer com que se acerte em um público cada vez maior nas grandes cidades: jovens que trabalham bastante e querem aproveitar suas poucas horas de lazer sem ter que se sujeitar ao trânsito, pesadelo das vidas de seus pais e que usam com facilidade aplicativos em celulares e tablets. Uma camiseta, um livro ou um lanchinho entregues em casa ou no escritório é a melhor pedida.

Claro que há problemas a serem enfrentados, como preços caros de frete, tanto entre cidades quanto dentro da própria cidade, e a ameaça de novos impostos que podem atrapalhar o comércio eletrônico, cabendo ao empreendedor planejar com cuidado se escolherá o mundo virtual. Aliás, toda decisão deve ser muito bem pensada, não é mesmo?

Conte para nós como você está enfrentando a crise!

Princípios da administração para aplicar em seu negócio

Administre seu negócio da melhor forma

Empreender é uma missão gratificante, mas que pode se revelar difícil em alguns momentos. No entanto, há alguns princípios que podemos repetir como um mantra, para nos ajudar no dia a dia, e que podem tornar mais eficiente a tarefa de administrar o próprio negócio. Conheça alguns conceitos da administração para aplicar já!

Criatividade

Antes de mais nada, o empreendedor deve dar asas à sua criatividade, pensando em alternativas inovadoras para velhos problemas e em produtos e serviços diferenciados para seus clientes.

Planejamento

Criatividade não basta. É necessário que o empreendedor avalie bem as despesas e ganhos que serão trazidos por suas ideias e elabore práticas para viabilizá-las, criando planos de pequeno, médio e longo alcances, para atuar com tranquilidade e precisão.

Iniciativa

Empreender é poder contar com liberdade. Mas, se liberdade significa não ter ordens a seguir, significa também que não devemos esperar para que alguém tome as rédeas em nossos momentos de indecisão. O empreendedor deve ser decidido e ativo, colocando as ideias planejadas em prática e motivando seus colaboradores.

Transparência

Um bom administrador, público e privado, é transparente com seus colaboradores e com os consumidores de seus produtos e serviços. A confiança que surge da transparência cria um público fiel e é sempre uma ótima ferramenta de marketing.

Disciplina

Já falamos que empreender é ter liberdade, certo? Mas liberdade, quando não acompanhada de disciplina, não cai muito bem. É necessário que o empreendedor organize suas tarefas e as cumpra com dedicação, criando uma rotina confortável para si, mas que dê resultados.
E então, qual desses princípios já fazem parte da sua vida?

A cadeira ideal para o seu estabelecimento

Saiba como fazer a melhor escolha e aproveitar melhor seus recursos

Mesas e cadeiras são itens importantíssimos para receber bem seus clientes em seu restaurante. A escolha das cadeiras merece ser feita seguindo critérios e cuidados essenciais que vão lhe auxiliar na hora de escolher a opção correta e proporcionar a satisfação de seus clientes.

Toda cadeira é igual?

Certamente não. Existem aquelas projetadas e construídas para utilização doméstica e aquelas para ambientes de grande rotatividade e utilização, como restaurantes e lanchonetes. Nesse caso, as cadeiras domésticas não possuem durabilidade boa o suficiente para serem usadas em outro tipo de ambiente e sua deteorização será rápida e precisará ser substituida em menos tempo.

Qualidade

Leve em consideração sempre a relação “custo X benefício”. Se em um ano você precisar trocar o mobiliário, isso é um prejuízo financeiro. É melhor pagar um pouco mais e garantir cadeiras que vão durar, não é mesmo? Os materiais, de preferência, devem ser os mais resistentes, como a madeira maciça ou alumínio. Quanto menos necessitar de manutenção, melhor e menos custo, isso aumenta a vida útil da cadeira.

Conforto

Quanto mais conforto, mais clientes satisfeitos! Quanto mais tempo ele se sentir confortável, mais tempo ele vai se manter no estabelecimento e consumir mais, melhorando o faturamento do negócio.

Ergonomia

Apenas 1cm mais alta ou mais baixa pode fazer toda a diferença no conforto da cadeira. A ergonometria e a antropometria estudam as relações de medidas do corpo humano, e contribuem para o design dos produtos funcionais. Leve isso em conta!

Empilhamento e facilidade de pega

Peso e design vão definir as possibilidades de empilhamento e mobilidade. Frequentemente é necessário mudar o layout do salão para limpeza ou reconfigurar o ambiente. Escolher um modelo com essas facilidades será estratégico para a otimizaçao do tempo e espaço durante alguma mudança.

E lembre-se: pesquise. Pesquise sempre! Assim você garante a cadeira ideal para seu estabelecimento!

Como utilizar aplicativos para melhorar sua gestão de tempo

Confira nossas recomendações de aplicativos para ajudar a gestão de tempo!

Há poucas coisas que podem prejudicar mais um empreendedor que a má gestão do tempo, seja em razão do excesso de tarefas e das poucas horas que o dia dispõe para que possamos resolve-las, seja em razão de prazos insuficientes para atender as demandas que vão surgindo e muitas vezes se acumulando. Isso é especialmente mais sentido por empresários que possuem poucos funcionários ou pouco dinheiro para investir.
A tecnologia, que pode servir como distração, piorando o manejo do tempo, pode também ser uma excelente aliada. Que tal utilizar aplicativos para melhorar sua gestão de tempo e das suas tarefas? Temos algumas sugestões:

  • Runrun.it para organização e gestão do trabalho de equipes
  • Hours Time Tracking, que monitora quanto tempo gastamos em nossas atividades diárias;
  • O Pomodoro Challenge Timer, para ajudar na concentração em tarefas pontuais
  • Dropbox, que permite que arquivos importantes estejam sempre à sua mão, levando seu escritório a qualquer lugar em que você e uma conexão à internet estejam.

Há ainda uma série de aplicativos que podem ser usados para criação de agendas, que podem ser facilmente acessadas e sincronizadas, como o Google Calendar. É importante lembrar que os aplicativos, sozinhos, não são capazes de fazer milagres. Não adianta levar a desorganização da vida real para a vida virtual, se limitar agendar as atividades no aplicativo e não realizá-las, nem obedecer à sua programação. É necessário que o empreendedor se imponha bastante disciplina, criando rotinas, metas plausíveis e realizáveis e vencendo um dos maiores inimigos da atualidade, a procrastinação.

Você utiliza alguma outra ferramenta ou aplicativo para ajudar sua gestão de tempo? Compartilha conosco nos comentários!